sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

DECOLANDO PARA 2014!

                                                                    2014 ESTA AÍ!

        DECOLAMOS AO NOVO ANO PARA REALIZARMOS ALGUNS SONHOS OU  
 CONCLUIRMOS PROJETOS. EM FRENTE, DISPOSTOS, MOVIDOS PELA FÉ EM BOAS NOVAS, A NOSSA ALEGRIA É A CERTEZA DA VITÓRIA EM TODAS AS REALIZAÇÕES!
                                                                    FELIZ 2014!

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

VIVA A VIDA, VIVA!




Recentemente estávamos reunidos para a celebração de um aniversário infantil: “Um dia de estrelas”, e falávamos dos dons do caricaturista que animava a festa, da coragem em se deixar desenhar e dos toques de beleza dos traços no papel. Enquanto isso também surgiu o comentário sobre a queda das Muralhas de Jericó, pois alguém que dificilmente levantaria do sofá para caricaturizar, com iniciativa inusitada veio mostrando o seu retrato também. Eis que de modo direto, uma tia perguntou:

- Você já viu enterro de rico?

Olhei com reflexão, mas a minha memória, ainda bem, não teve tempo de relembrar algum enterro. Nisso, ela começou a explicar:

Enterro de rico é assim: Este que fomos foi num crematório. Os convidados ficam em um salão preparado como para uma apresentação teatral, e em certo momento começa uma homenagem de despedida com imagens e dizeres compondo uma espécie de filme sobre o tempo de vida da pessoa que faleceu. Há efeitos com luzes coloridas e o derrame de pétalas de rosas sobre o caixão. É neste momento que ocorre a despedida para os amigos, já que os parentes mais próximos ainda se dirigem à outra sala para o ritual da cremação.

Quando terminou a explicação sobre o enterro, realmente tudo bonito, ressalvado o sentimento fúnebre pela triste perda de alguém, como era dia de festa, o assunto logo mudou para outro e já estávamos a mostrar as caricaturas entre os familiares, percebendo os detalhes que chamam atenção em cada um: sorriso, formato dos dentes, penteado, formato dos olhos, alguns com detalhes das roupas ou brincos, desenhos em duplas e até um com a família reunida. Que lembrança bacana! E o aniversário todo foi maravilhoso, pois muito bem preparado pelos anfitriões. Parabéns!

Bem mais tarde, refleti novamente sobre o enterro de rico, e foi claramente que meu pensamento cresceu no sentido de colocar-me no lugar da pessoa falecida: apresentariam um filme verdadeiro sobre mim? Imediatamente a sensação de desconforto bateu em minha consciência e ali estava uma grande possibilidade para que a minha vida girasse em volta por cima de tudo o que fui até hoje... para que eu começasse a ser uma pessoa melhor. Lembrei-me de inúmeras vezes em que mais chorei do que sorri; dos momentos de discórdia, da preguiça dos dias cinzentos só para mim, em que de modo egoísta não fui com a minha família nos shows de rock, no futebol, no shopping ou no parque. E teve um tempo em que ainda emburrava se não tivesse alguém para ir comigo na Igreja. Meu Deus! Hoje vejo que levei tudo muito seriamente. Quem gostaria de sair ou sentir saudade de alguém chato? Só que eu não gostaria que fosse assim... Em meus planos retilíneos, ao morrer, o meu filme de estrelas anunciaria uma mulher realizada, sorridente, confiante e de alma livre. Alguém que verdadeiramente despertasse saudade. Agora, conversando com o leitor, digo que estava longe de ser esta pessoa tão querida, pois meu filme retrataria 70% ou mais do meu ser implicante... Com implicações diversas no sentido de fazer alguém largar o cigarro, pois o tabagismo é muito prejudicial à saúde de quem fuma e das pessoas que inalam a fumaça fedorenta... mas, descobri que insistir, atormentar, é implicar e isso talvez não seja a melhor maneira de ajudar! Implicância com o quarto bagunçado... e, com a ausência de orações. Finalmente também seria preciso acabar com o excesso de sentimentalismo resultante de um amor piegas do tipo que requer atenção exclusiva... 24horas. Nossa... que bom que a festa das estrelas foi em dois salões: um para as brincadeiras das crianças e um para os adultos, pois pude assimilar um conteúdo que estava em falta na minha vida.

Se há importância correlacional entre os temas daquele dia? Sim, há! Aniversário é celebração de ano de vida e morte é celebração de entrada na vida eterna.

Algumas pessoas tem a possibilidade de comemorar o aniversário com um bolo, com vela, com uma festa de parabéns, e então organizam o evento para que fique bem alegre e bem bonito. Outras, mesmo não podendo sequer comprar um bolo, estando vivas passam o dia de aniversário, pois ganham mais um ano na terra.

Tem gente que não gosta de falar da morte, mas a verdade é que para morrer basta estar vivo. Todos nós morreremos em algum momento... Para aqueles que já são capazes de conduzir as suas vidas, digo que é preciso preparo! A vida que levamos nos levará ao nosso destino final! Quem cuida da sua vida, dos seus atos, segue em bom comportamento de acordo com os mandamentos de DEUS, caso não se desvie estará em salvação, que á a vida eterna.

- Quem disse que é fácil convencer alguém a fazer o que não quer?

No início do texto foi escrito sobre a queda das Muralhas de Jericó, pois bem, explico: o conceito de uma passagem bíblica foi utilizado como um comparativo, pois a história da queda das Muralhas de Jericó nos ensina um meio poderoso para vencer dificuldades e problemas tidos como insolúveis.

A composição geográfica situa Jericó à aproximadamente 8 Km da costa setentrional da parte seca do Mar Morto, 27 Km de Jerusalém, ao lado ocidental do rio Jordão, diante de região montanhosa que leva à Serra de Judá. Os primeiros habitantes, próximos às margens do rio Jordão, pensando em proteção contra a invasão de outros povos, construíram a grande muralha com cerca de 10m de altura e 4m de largura, dispostos em dois muros, com cerca de 3m de espaçamento entre ambos.

Jericó, descrita como Cidade das Palmeiras, abrigava abundantes campos, fator de atrativo para a habitação dos povos. Historicamente as muralhas existiram e eram amontoados de pedras, que Josué e o povo de Israel se dispuseram a derrubar para a libertação de divisas. Eles caminharam circundando as muralhas, e após sete voltas, bradando e ao toque das trombetas, as muralhas foram derrubadas.

Esta é a passagem bíblica sobre as Muralhas de Jericó, e um avanço neste sentido, nos permite explicar que o parágrafo ilustra uma barreira de pedra: a existência de uma muralha. Em contrapartida, quando iniciamos o texto, falávamos em outra espécie de barreira: aquelas situadas no interior das pessoas e que muitas vezes são impeditivos de realizações. Estigmas são barreiras! A vergonha, o medo e a insegurança são barreiras.  

Com mais de 10.000 anos, Jericó é considerada a cidade mais antiga existente. Digamos que muitos aniversários de vida ou de morte já se passaram e que a mensagem de JESUS CRISTO ainda é propagada, pois as muralhas que derruba são diferentes: Ele liberta o homem de todas as barreiras feitas dentro de seu próprio coração, mente ou alma. Contudo, para vencer tais barreiras e ultrapassar as nossas dificultosas muralhas é preciso fé e confiança em Deus, em Jesus, na santíssima trindade: Pai, Filho e Espírito Santo, as verdadeiras estrelas que criaram e guiam nossas vidas, aguardando-nos para o sempre!

BÍBLIA. Fonte bíblica para o estudo da palavra de Deus sobre a queda das Muralhas de Jericó: Josué, 6: 1-27.









quinta-feira, 25 de julho de 2013

NEVE EM CURITIBA 23 DE JULHO DE 2013


DIA 23 DE JULHO DE 2013 NEVOU EM CURITIBA!


O Instituto Tecnológico Simepar confirmou que pequenos flocos de neve caíram sobre alguns bairros de Curitiba, e que o episódio não acontecia desde 1975. 


Acompanhe a reportagem pelo link abaixo:

 http://www.bandab.com.br/jornalismo/meteorologista-do-simepar-afirma-quem-viu-viu-quem-nao-viu-nao-vera-mais/


No youtube vimos alguns vídeos bem interessantes também! Vale conferir!



(Fonte de pesquisa com acesso público: internet:)
"AGORA VAMOS CONVERSAR"


           No ano de 1975,  a minha família: papai, mamãe, eu e a minha irmã, morávamos na cidade de Curitiba, ao lado da casa dos meus avós maternos. Eu estava com seis anos de idade e a minha irmã com três. Talvez nesse período eu não tenha sido uma boa irmã, pois facilmente trocava as brincadeiras em casa: com bonecas e tico tico (a motoquinha da época), por brincadeiras com os primos maiores, ao ar livre, na subida na árvore, e  aventuras com a minha primeira bicicleta Caloi vermelha e branca.  Com a chegada do frio trazido pelo inverno, as brincadeiras retomavam a rotina caseira juntamente com a minha irmã mais nova e com todo o cuidado e atenção com que fomos criadas.
          Certa manhã, vovó tocou a campainha chamando para irmos ver a neve. Neve? Isso mesmo! Era a primeira vez que estávamos vendo a neve e queríamos brincar na neve, com a neve! Foi uma alegria olhar toda aquela camada de gelo bem branquinho acumulado sobre o gramado... na rua... no telhado  da casa em frente! Uma cena linda que repousa retratada na memória e será contada ainda diante de oportunidades vindouras.
           A neve branquinha parecia assoviar nos chamando: "venham brincar crianças!"
           Nós insistimos, mas a mamãe não deixou! Estávamos recuperando de resfriado ou tosse, (não recordo... mas era algo assim bem comum em crianças da nossa idade).
           Dizem que vovó tem mania de adular os netos... que vó é mãe com açúcar... pois é, eu e a minha irmã concordamos unanimemente! Vovó com a sabedoria de mãe experiente, levou para dentro da nossa casa um balde cheio de neve. Nossa... que bacana! Eu e a minha irmã que estávamos super agasalhadas, logo fizemos as luvinhas "voarem" para um canto qualquer e começamos a brincar com a maior novidade das nossas vidas, até então. Brincamos só um pouquinho, sentimos os dedos congelarem e aquele ardido do frio ia se apagando lentamente quando mergulhávamos nossas mãos na bacia com água quentinha trazida pela mamãe, com um amor tão grande que expresso sem medida assim como era pra ser aquela brincadeira naquele dia... porque o amor de mãe é assim: não quer que os bons momentos acabem.
          Enfim, a realidade: brincamos o quanto foi possível e a neve se foi...

         Hoje, fazendo um paralelo entre a neve de 1975 com a neve de 23 de julho de 2013, a qual uma de minhas filhas nem chegou a ver, o meu sentimento também é materno, mas no sentido amplo enquanto responsabilidade biosocial: reflito sobre a importante questão do aquecimento global, sobre a camada de ozônio, sobre o degradamento ambiental, quanto à diferença que estamos presenciando em nosso tempo dentre as maiores construções e menos campo, com menos peixes e mais lixos nas águas, cuja resposta certeira é o desgaste da nossa maior riqueza: a natureza.

          O texto acima nasceu por impulso de lembrança, talvez para aproveitamento didático, talvez para comparações ou críticas... mas hoje está aqui com o propósito de que o leitor reflita sobre a maravilha que é a neve, a natureza em si, e como seria bom se as futuras crianças, (nossos netos? bisnetos?) tivessem a honra de vivenciar fenômenos inesquecíveis como a neve!

          EU VI NEVE EM CURITIBA. E VOCÊ?

                                                        

quarta-feira, 24 de abril de 2013

VIVA O LIVRO!

SALVE O DIA DO LIVRO!

LIVRO QUE CARREGA A HISTÓRIA PARA TANTA GENTE, POR TODO O MUNDO!
FELIZ DIA DO LIVRO! 
Partes Mirim.

sábado, 30 de março de 2013

PÁSCOA

                     A PÁSCOA É UMA FESTA PARA AS CRIANÇAS QUE IDENTIFICAM NO SIMPÁTICO COELHO, UMA DATA PARA GANHAR OVOS DE CHOCOLATE. O COMÉRCIO SABE DISSO E OFERECE OS MAIS VARIADOS TIPOS DE CHOCOLATE EM FORMATO DE COELHOS, CENOURAS OU OVOS DE TODOS OS TAMANHOS.DEVE SER DAÍ QUE CONHECEMOS AQUELA MUSIQUINHA: AZUL, AMARELO, VERMELHO TAMBÉM... TÃO LEMBRADA PARA A VINDA DO COELHINHO. A SEMANA PEDAGÓGICA TAMBÉM SE MOVIMENTA COM O TRADICIONAL BIGODE LÁPIS PRETO E AS ORELHAS POSTIÇAS BRANQUINHAS OU PINTADAS PELAS CRIANÇAS, AFINAL A ORELHA NÃO SERÁ MAIS DO COELHO, MAS DA CRIANÇA QUE IRÁ USAR. COMEMORAR UMA DATA ESPECIAL É UMA ALEGRIA! QUE BOM QUE A CURIOSIDADE DAS CRIANÇAS  AJUDA QUE CONSIGAMOS EDUCÁ-LA DA MANEIRA MAIS CORRETA. ASSIM, QUANDO UMA CRIANÇA VEM PERGUNTAR POR QUE O COELHO É SÍMBOLO DA PÁSCOA, PODEMOS EXPLICAR QUE O COELHO É SÍMBOLO DA FERTILIDADE E FERTILIDADE REPRESENTA A VIDA! DO MESMO MODO, VIDA CORRESPONDE AOS OVOS. PRECISAMOS ENSINAR QUE O VERDADEIRO MOTIVO DA PÁSCOA É A RESSURREIÇÃO DO NOSSO SENHOR JESUS CRISTO. JESUS MORREU NA CRUZ PARA NOS SALVAR.  ESTA É A MAIS LINDA HISTÓRIA DE TODO O MUNDO! FELIZ PÁSCOA! MUITO OBRIGADA, JESUS! Partes Mirim.


Assista a HISTÓRIA DA PÁSCOA pelas crianças no youtube!



quinta-feira, 21 de março de 2013

Para colorir

A atividade com cola gliter ficou uma graça!
As estrelas do mágico ficaram cheias de brilho com purpurina.

 Colorindo e cantando

O DOMADOR

O domador,
o domador,
é bastante
corajoso,
habilidoso!
.
Faz foca pular e leão mansinho.
Faz foca pular e leão mansinho!

quarta-feira, 13 de março de 2013

SEMANA DO CIRCO

                                                 
 *CRIANÇA GOSTA DE CIRCO,
                                     DE PALHAÇO, DE PINTURINHA, DE CRIATIVIDADE,
                                                   DE ATENÇÃO, DE ALEGRIA!


   *VAMOS COLORIR A GRAVATA DO PALHAÇO PICOLÉ E COLOCAR
ELÁSTICO PARA IR BEM BONITO PARA CASA, VESTINDO UM POUCO
DE CIRCO.

                                Enquanto pinta, você pode cantar a nossa música:)
 
A GRAVATA,
A GRAVATA,
DO PALHAÇO PICOLÉ!!!
VEJA SÓ QUE COLORIDA,
VEJA SÓ QUE COLORIDA, ELA É!!!
 
VIVA O CIRCO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

domingo, 3 de fevereiro de 2013

"A LITERATURA DE TODOS OS TEMPOS"


                                                               A LITERATURA DE TODOS OS TEMPOS

Claudia Ivanike



                Alguns escritos que me chegam são sempre analisados de forma singular tentando juntar-me ao seu criador. É por isso que prefiro sempre os escritos mais antigos, onde posso compreender a verdade do EU. Do EU meu próprio eu, ou de outro poeta que escreveu... e isso ajuda no entendimento das linhas que já fiz. Recebi por e-mail uma linda poesia escrita por Gustavo Teixeira, chamada Ressurreição. O saudoso escritor despertou minha atenção porque já estive pertinho deste compasso na poesia romântica quando escrevi as poesias Meu Grande Amor; Eternamente; e Soneto de Carinho.  Esta característica tão próxima de escrever com a alma que liga os ideais entre as pessoas faz surgir uma sincronia jamais percebida para quem não é praticante do fascinante esporte das letras. Pauso. Sem intenção de referência aos profissionais da gramática, pois estes passam perto da circunstância aplicada ao texto... questão de bom senso.

                Gustavo de Paula Teixeira, (São Pedro, 4 de março de 1881 / São Pedro, 22 de setembro de 1937), escrevia com características peculiares do século XX. Seu trabalho ficou reconhecido como textos parnasianos e simbólicos e versos românticos alexandrinos, comuns à época. Filho de pai ex-seminarista e de mãe professora, aos dezessete anos ele também já alfabetizava em aulas na Fazenda Campestre. Ao conhecer as obras, procuro localizar um pouco do autor, que é o meio pelo qual podemos perceber a literatura naquele específico tempo. Rebuscando a literatura através de Gustavo Teixeira, hoje o registro é para julho de 1937, quando o escritor são pedrense foi eleito à revelia para ocupar a cadeira 10 na Academia Paulista de Letras, mas a pneumonia ceifou-lhe a vida sem que o mesmo pudesse usufruir da vaga. Ele deixou um trabalho com duzentos sonetos (1934/1937), o qual denominou de Último Evangelho, cuja obra estava sendo inspirada em figuras bíblicas e passagens do Novo Testamento.

                A literatura é mesmo um mosaico de tantas vidas escritas neste universo. Ao navegarmos por estas histórias, mais e mais informações se agregam compondo uma beleza de tantos saberes e demonstrações estilísticas que nos ensoberbece. Já nutrida com a biografia do autor pesquisado, o rumo foi à descoberta de outras poesias. Creio que hoje foi um dia especial!

                 


Referência:


terça-feira, 22 de janeiro de 2013

AMIGO


LORD BYRON

22 de janeiro, nasce Lord Byron, um dos grandes poetas europeus Hoje é dia Hoje é dia de recordar Lord Byron, que nasceu em Londres, no dia 22 de janeiro de 1788. É considerado um dos maiores poetas europeus e uma das grandes figuras do Romantismo.
22 de janeiro assinala-se o nascimento de Lord Byron, poeta britânico cujos escritos continuam a fazer parte das obras mais lidas na atualidade. uma das personalidades mais influentes do Romantismo e ficou conhecido graças a trabalhos notáveis, como ‘Peregrinação de Child Harold’ e ‘Don Juan’ – este último nunca acabado, em virtude da morte de Byron, pouco tempo depois. Morreu em Missolonghi, em 19 de abril de 1824, após complicações resultantes de uma febre reumática. Hoje recorda-se um homem que permanece vivo na história da literatura. Nasceram neste dia Francis Bacon, filósofo inglês (1561), Pierre Gassendi, filósofo e matemático francês (1592), Lord Byron, poeta inglês (1788), Vicente de Freitas, militar e político português (1869), D. W. Griffith, realizador norte-americano (1875), Robert E. Howard, escritor norte-americano (1906), Lev Landau, físico e matemático soviético (1908), Bill Bixby, ator e realizador norte-americano, famoso por interpretar o Incrível Hulk (1934), Alfredo Palacio, ex-presidente do Equador (1939), John Hurt, ator inglês (1940), Steve Perry, músico norte-americano (1949), Michael Hutchence, ator, cantor e compositor australiano, ex-vocalista da banda INXS (1960). Morreram neste dia Shah Jahan, imperador mogol, construtor do Taj Mahal (1666), Carlos Amarante, engenheiro e arquiteto português (1815), Lyndon B. Johnson, 36.º Presidente dos EUA (1973) e Maysa, cantora, atriz e compositora brasileira (1977).

/

Nossa dica!*** ! Leia também: 22 de janeiro, data da última transmissão em Código Morse 30 de janeiro, data do ‘Bloody Sunday’ que marca luta pelos DIREITOS HUMANOS FONTE: http://www.ptjornal.com/2013012213535/geral/hoje-e-dia/22-de-janeiro-nasce-lord-byron-um-dos-grandes-poetas-europeus.html

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

FELIZ 2013

Olá! Estamos voltando das férias, ainda um pouquinho em férias!  Hoje e sempre, que os olhos sejam bons olhos, que o toque seja o toque de DEUS, que a finalidade seja a harmonia e a PAZ. FELIZ ANO NOVO! Partes Mirim.